sábado, 1 de fevereiro de 2014

Reaprender a andar

Como se a memória apagasse tudo o que já fez, tendo de reaprender a andar todas as manhãs...

Assim vai recomeçar o inferno. Em 2013 fizeram um planejamento de m..., contrataram jogadores ridículos e pagamos o preço. Nós, que somos as pessoas que se importam, pagamos. Em 2014, voltamos ao limbo, a um passo em falso do pior.

E para evitar esse passo em falso são 19 jogos, no mínimo. Que exigirão luta, raça, etc.

Com toda a situação política desajustada, empresários de pernas de pau fazendo a farra, guerras de interesses e egos, não se sabe o que realmente o Juventus levará a campo. Creio que nunca antes o ano se iniciava como uma incógnita tão grande, um abismo separando jogadores e torcida.

O acesso de 2012 se deu, talvez fruto da sorte e malas aladas de Osasco, Marília e afins, também da empatia entre time e torcida.

Pois essa empatia, se esperamos como combustível para um novo ano de renascimento, não existe em absoluto e tem pouquíssimo tempo para voltar reviver. Mas será que é possível?

O time está nas mãos de um desconhecido e que, apesar de alguns bons trabalhos, não traz confiança à torcida. Serginho está acostumado a dinheiro e ausência de pressão de torcida - fatos diametralmente opostos ao que encontrará na Javari. Será que ele aguenta?

Bem como o treinador, o elenco não é algo que inspira fé por agora. Alguns permaneceram, como Fernando Henrique, Carvalho, Maurício e Branco, base em que se estrutura pouco do nosso conhecimento.

Outros deixaram o clube, por pressão de diretores e injustiças como sempre se veem por aqui - ou seja, dos quais somos "testemunhas". Romarinho saiu por atritos internos, Paulo Henrique não se ouve falar e Pavone nem passa perto dos treinos e continua machucado em sua casa (aguardando contato do Ferreirão). Matão que levou heróis de 2012, como Eduardo e Fubá - e curiosamente abre o torneio contra nós, no calor do interior paulistano.

Segundo informado no site da FPF, eis o elenco juventino (32 jogadores até aqui):

Goleiro: André Dias (chegando), Fernando Henrique (permaneceu) e Rafael Viana (base);
Lateral-direita: Danilo (chegando), Lucas (base) e Maurício (permaneceu);
Zagueiros: Cícero (retorna de empréstimo), Léo Fioravante (permaneceu), Carvalho (permaneceu), Cássio (base) e Robson (retorna de empréstimo);
Laterais esquerdo: Fernandinho (chegando) e Corte (permaneceu);
Volantes: Derli (permaneceu), Maranhão (chegando), Neto (chegando) e Ricardinho (chegando);
Meias: Branco (permaneceu), Fernando Júnior (permaneceu), Gabriel (permaneceu), Jonathan (chegando) e Willian (chegando), Piovesan (chegando);
Atacantes: Dudu Mineiro (chegando), Celsinho (chegando), Jonathas (chegando), Raikard (permaneceu), Renato Sorriso (permaneceu), Santiago (permaneceu), Sassá (chegando), Wal (chegando) e Yuri (chegando).

Time-base é um mistério, então só amanhã, às 10h na distante e quente Matão, saberemos.

Sinceramente, não creio neste time, que de fato nem é nosso. Apenas mais uma vitrine de novos aproveitadores. Seguirei ao lado, mas sem acreditar.

Que San Gennaro nos proteja! #ForzaJuve

Saudações juventinas!

Maaaais: O blog do Juva e Web Radio Mooca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário