domingo, 8 de janeiro de 2012

NFL - Texans e Saints avançam

Os playoffs começaram com o duelo de quarterbacks calouros no Texas, onde o Houston recebeu o Cincinnati Belgals. Na sua primeira aparição em pós-temporada, os Texans foram guiados por sua torcida, por um jogo terrestre qualificado e pela interceptação com retorno para TD de JJ Watt, ainda no primeiro tempo, para garantir a vitória e o avanço. Protegendo o calouro TJ Yates, o jogo corrido se estabeleceu, dando a Arian Foster, running back, o posto de melhor jogador do duelo, correndo para 153 jardas. Andy Dalton, QB calouro dos Bengals, sentiu a pressão e cedeu 3 interceptações. O 31 x 10 leva os Texans a Baltimore, onde encaram os Ravens numa das semifinais da AFC.

Foster (23) corre para o TD
JJ Watt bate Dalton e retorna TD
Os oito jogos da temporada dos Saints em casa foram oito vitórias para o time de Breezy Boy e companhia. O nono, a disputa do WildCard da NFC diante dos Lions, não seria diferente. O time de New Orleans foi conduzido pelo gênio Drew Brees como de costume, com 466 jardas lançadas e aproveitamento de 33 em 43 passes, além de 3 Touchdowns e nenhuma interceptação (apesar de 1 fumble). Junto com o ataque terrestre, foram 616 jardas de ataque, recorde em pós-temporada da NFL. O Mercedes-Benz Superdome não assustou o começo do jovem Matt Stafford, que abriu 10 a 14 no primeiro tempo. Mas o ambiente hostil que a torcida sabe impor levou o Detroit a muitos erros e Brees garantiu a nona vitória em casa. Além das belas atuações de Darren Sproles e Pierre Thomas o placar de 45 a 28 se estabeleceu com facilidade no segundo tempo, também com dois TDs com falhas infantis da defesa de Detroit. Parabéns sobretudo ao arrojado treinador Sean Peyton, que arriscou 3 quartas descidas em momentos cruciais do jogo, confiando demais no seu QB. Agora o New Orleans Saints vai a San Francisco pegar os 49ers pela semifinal da NFC. Duelo de um ataque lendário contra uma defesa muito sólida. Durante a semana, mais detalhes, amigos.

Brees arrisca a 4th & inches
A dupla: Brees e Payton

Nenhum comentário:

Postar um comentário