sábado, 10 de março de 2012

Apatia e fracassos marcam a turnê grená pelo interior paulista

Sinto muito pelo título, mas foi a realidade desta semana. Bom, quanto a hoje não há muito o que falar. O jogo válido pela 12ª rodada entre Marília e Juventus, o qual vi por um link tanto tosco, foi a maior vergonha do ano grená. Sim, mais que Guarulhos ou o próprio Guaçuano. Um time apático, sem alma, sem vontade. Ruim de bola pra ser mais claro. Romerito, cuja vinda foi bem-vinda por mim, foi o símbolo claro do que vimos: nada. Arrastando-se no campo, como todos os outros, assistiram  a mais uma derrota vexatória em campos adversários. Derrota que poderia ser maior não fosse a falta de pontaria do MAC, duas penalidades desperdiçadas e boas aparições de Túlio.

Taticamente, também há pouco. Duas linhas de quatro, com Túlio; Maurício, Fubá, Xavier e Geovane; Saulo, Marcus Vinícius, Santiago e Romerito; Thiaguinho e Rafael. No papel ofensivo, mas pouco efetivo de fato.

Longe do G8 (podendo terminar a rodada em 15º!), os próximos 2 jogos são decisivos. Faltam 7 jogos e precisamos de pelo menos 2/3 dos pontos. 12 pontos serão disputados na Javari. No melhor do cenários, 4 vitórias em casa e 2 empates fora. Precisamos muito do retorno - de fato - de Tony Maraial e Élvis. E contamos com a volta de Pavone e Douglas. Com os quatro na equipe, é mais provável que voltemos a ver o futebol que acreditávamos ser o que nos levaria à A2. Voltamos à Javari nesta 4ª, 14/03, contra o Batatais, às 15 horas. E apesar da dificuldade, faremos de tudo para estar lá. E apesar de cada vez mais difícil, #ForzaJuve

Saudações juventinas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário