domingo, 2 de setembro de 2012

Sinal amarelo!

02.09, domingo. Mais um jogo, mais um dia de boas expectativas. Contra o Palmeiras B, duelo direto pela classificação. Defendendo a honra dos domínios do Conde Rodolfo Crespi, a torcida compareceu em bom número, por volta de 1200 espectadores. No entanto, em nova jornada fraca e sempre com o dedo de Ferreira atrapalhando a escalação, derrota para o time de verde por 1 a 2. Apesar do tropeço, o Juventus segue na vice-liderança do grupo, mas agora incomodado pelo 5º colocado, com a diferença de 3 pontos na tabela.

Fubá de joelhos, símbolo da derrota grená. (Clique de Ale Vianna.)
Com o maestro novamente no banco, pelo menos na dupla de ataque o treinador seguiu a lógica. Duas linhas de quatro bem posicionadas, mas com pouco recurso humano disponível, com o meio-campo formado apenas por volantes. Dependendo de Léo para a criação, o ataque era inofensivo, apesar de contar com o artilheiro do campeonato. O jogo seguia disputado no meio, até que em escapada pelo lado esquerdo da nossa defesa, o adversário encaixou um contra-ataque e abriu o placar com o chato camisa 8 alviverde. Gol que acordou Luis Carlos Ferreira, que instantaneamente colocou Élvis na partida no lugar de Maurício. Seguido de uma linha de três volantes, Élvis tinha de distribuir o jogo mas não estava em seus dias de inspiração.

O ímpeto que se esperava na volta para a segunda etapa também não existiu. Tanto apático e bagunçado - e já com a estreia de Ednei pela lateral-direita - o Juventus dominava a bola e tentava discretamente agredir. Porém, um escanteio no meio da área grená deixou que se ampliasse a vantagem rival. Desesperado e sem criatividade, o time alçava bolas na área mas sem perigo ao gol palmeirense. O nervosismo foi tomando conta da equipe, que via um adversário se valendo do famoso "cai-cai" para ganhar tempo. Ferreira não ousou e ao colocar Tom, foi covarde e sacou Didi. Sem nenhum grande nome na partida e com o melhor homem sendo Romarinho, a perspectiva de pelo menos empatar ia se esvaindo. Numa bola despretenciosa ainda o Moleque conseguiu o primeiro gol de desconto. O tempo não acrescido pelo juizinho fez falta e a força que o time teria para um novo tento foi encerrada pelo apito final.

Derrota, mais uma no Templo. A classificação fácil ficou para trás e se quiser se garantir na próxima fase, o Juventus deve vencer ou no mínimo empatar com o São Bernardo no 1º de Maio para decidir em casa contra o Audax, no próximo domingo, dia 09/09. #ForzaJuve

Saudações juventinas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário