terça-feira, 29 de janeiro de 2013

200!



Nossa luta pela tradição e preservação do espírito origine operare de um clube único e de um lugar amado ganhou ares quixotescos. Para a obscuridade de muitos, somos sonhadores parados no tempo, apaixonados por um mundo, sei lá, ideal, que nunca chegará. Por outro lado, à luz da história, somos parte de um organismo vivo, que pulsa e grita, chamado Clube Atlético Juventus. E a cada manhã de jogo que sentimos presente a alma grená que move esse sentimento sem explicação, a força se renova e a resistência sobrevive.
"Dom Quixote" conta a famosa história de um homem que, de tanto ler, acabou enlouquecendo; achou que fosse um cavaleiro e saiu por aí a combater os mais perversos inimigos - porém, nenhum desses era real. É dessa obra que vem o adjetivo “quixotesco”, cujo significado é ingênuo, sonhador, romântico, desligado da realidade.

Mas o nosso inimigo não é de mentira - como era o do pequeno fidalgo. E por isso lutamos por um ideal. Romântico, sim, que seja. Utópico, querendo voltar a ser grande num mundo completamente diferente.

Já conversamos sobre utopia, lembram? Segundo Galeano, ela que nos faz caminhar... E no horizonte, vejo que conseguiremos, por mais que ela insista em fugir.

Completamos 200 textos aqui no Bola pro Mato ao lado de uma força juventina que teima em manter essa história sendo escrita. Aos que mantém essa chama viva e àqueles que estiveram sempre aqui com a gente no blog, à trupe querida, valeu. 200 histórias contadas!

Quixotescos ou não, a Mooca inteira ouvirá (e quem mais estiver por perto), nosso grito ecoará!

4 comentários:

  1. Valeu, Guizão. Valeu Pucci.
    Forza! Vamo Juve!

    ResponderExcluir

  2. Parabéns a equipe Bola pro Mato . Forza Juve !!!!!!

    ResponderExcluir