quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Na morada do sol, os grenás da casa levam a melhor

Em Araraquara, o Juventus enfrentou a Ferroviária e quase saiu com um pontinho. Quase mesmo. Já depois dos quarenta do segundo tempo, a retranca foi furada e o gol da derrota saiu. Resultado até que normal, mas que devido à derrota na primeira rodada, incomoda um pouco.

Devido à dificuldade de obter informações, a análise será mais difícil. Com a ajuda de Bigo e Guizão, vamos esboçar alguma coisa.

Com duas linhas de quatro bem fechadas, um armador e um centroavante, o Juventus veio num 4-4-1-1. Túlio, Roger, Fubá, Matheus e Corte; Paulo Santos, Djair, Marcão e Téssio; Élvis; Magalhães. Apenas se defendendo, pouca agressividade. A Ferrinha tentava, mas sem sucesso. A partida seguiu 0 a 0 e Claudemir se disse satisfeito com a postura da equipe, em palavras para a Rádio Cultura - prometeu, por outro lado, mais ataque na segunda etapa.

O segundo tempo, porém, voltou da mesma forma. Defensivo, se segurando com Túlio pegando tudo e companhia rifando a bola. Hora de Claudemir agir. Tirando Élvis para colocar Luciano, o treinador teve o intuito de avançar o jogo. Infelizmente, não rolou. No 4-4-2, sem o homem da ligação, deixou dois postes isolados contra a defesa adversária. Vendo a bobagem, tentou Biselli no lugar de Magalhães, a recuperar a substituição. Mas sem atitude ofensiva, nada deu certo.

O empate era bem-vindo e eles não conseguiam êxito nas finalizações. Tudo bom, tudo ótimo, 0 a 0 e vamos pra Mooca. Não sem antes tomar o gol que mudaria o plano. Já aos 40 e poucos, o castigo. 1 a 0 para o time da casa.

O resultado é até normal, repito, a Ferroviária não é um time qualquer. O problema se reflete pela estreia ruim. A esta altura, 4 ou 5 pontos na tabela fechariam bem a conta. Na realidade, voltamos à Javari com apenas 3.

A postura também incomoda. A torcida, claro, sabe que o time vai se fechar fora de casa, ok. Mesmo assim espera um pouco mais de ousadia, de molecagem. Que se criem mais oportunidades para buscar a vitória.

Parece cedo, apenas terceira rodada. Mas o equilíbrio do campeonato não permite grandes tropeços. Para se afastar das sempre nebulosas últimas posições e pleitear sua vaga no G8, agora o time parte  para dois jogos em casa, com o dever dos 6 pontos. O próximo é o Velo Clube, neste sábado, às 10h. #ForzaJuve

Saudações juventinas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário