quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Dureza

Quarta-feira, 23/01. Ansiedade, minutos contados para o grande reencontro. Saudade das travessuras, das molecagens. Diante de modinhas passeando (e indo embora antes do fim) e loucos apaixonados, no entanto,  o time do Juventus levou um vareio do Noroeste, campeão da Copa Paulista, por "míseros" 4 a 0. Placar elástico que refletiu bem o segundo tempo apático, sem padrão, entregue à piedade do time do Bauru em não forçar mais o jogo.

A primeira etapa mostrou um time organizado mas sem efetividade. A posse de bola era infértil, poucas chances para a gente. As principais nuances táticas radiografadas nos jogos-treino estavam lá, com ou mais menos intensidade. O Norusca vivia de contra-ataques e brechas nas costas dos laterais - Getúlio, pela direita, era uma avenida mais livre que a Paes de Barros em noite de feriado nacional. Mas foi do lado de Loyola que saiu o 1-2 que abriu a porteira. Fomos para o intervalo com a desvantagem, mas sem desespero. Até que entrou em cena a pá de cal: prazer, Claudemir Peixoto.

O técnico tirou o mais lúcido meia, Biselli, para entrada do pedido Magalhães. Abdicando do sistema treinado por mais de um mês, estragou todo o sistema defensivo. Sem Biselli para correr junto ao lateral adversário, Loyola, já pendurado, ficou sobrecarregado. E, já não sendo um lateral excepcional, o camisa 6 virou alvo fácil. Pronto, duas avenidas agora.

Com o aspecto de um jogador a menos, Fubá e Matheus superexpostos e o meio-de-campo sem gás - resultado: 0 a 3. Com Diego no lugar de Getúlio, nem mais tínhamos um lateral direito. 0 a 4, Túlio batido sempre cara-a-cara, sem ajuda. (Não vão culpar o Túlio pelos gols vão? Isso seria muita covardia e cara-de-pau).

Sabendo das fragilidades e da iminente goleada, nem para fazer a última alteração Claudemir foi capaz. O time acabou a partida num 2-6-2, completamente bagunçado, pior que várzea. Mesmo vendo sua equipe batida e abatida, ele permaneceu em inércia, sem ação. Nem para colocar Téssio, que jogou bem de lateral-esquerdo defensivo na pré-temporada para conter as tabelas.

Enfim, não bastou radiografar o time, gastar minutos elaborando análises. Podíamos prever fragilidades, mas não a falta de atitude de comandante e comandados.

Dureza.

Lutaremos agora contra Red Bull e Ferroviária, ambos fora de casa. Pra cima deles, Moleque. Alerta ligado, mas sem desespero, apesar daqueles que torcem contra. #ForzaJuve

Saudações juventinas!

10 comentários:

  1. Para variar , excelente narrativa e visão do jogo .
    Pena que a nossa estréia foi um desastre .
    Vamos ver agora a nossa recuperação nos 2 jogos fora .

    ResponderExcluir
  2. Concordo com tudo que foi escrito, ao contrário do que li em outro blog. Só faltou mencionar a atitude do pessoal do Setor 2, que mesmo perdendo não parou de apoiar.
    Mas deve melhorar, foi só o primeiro jogo ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pela visita Alberto.
      Não mencionei o Setor 2 porque eles sempre estão lá até o fim, se tornou redundante elogiar a atitude deles durante o jogo. Abraço!

      Excluir
  3. Que merda essa rivaldidade entre os blogs,só faz a desunião de uma torcida que já não é grande...e essa história de modinha, QUEM DIZ ISSO PENSA QUE O JUVENTUS É DE MEIA DÚZIA E DE MAIS NINGUÉM...eu fui na Javari pela primeira vez em 2002, de lá pra cá não completei nem uns 50 jogos, mas em todos eles forma momentos inesquecíveis.TODOS TEM QUE SER BENVINDOS NA JAVARI, TORCEDORES NATOS,MISTOS, TURISTAS OU NÃO...E VAMOS PARAR DE VIADAGEM, POIS NÓS TORCEDORES JÁ PERDEMOS UM BLOG QUE ERA MUITO LEGAL, O BLOG DO JUVA, E NÃO QUEREMOS PERDER COISAS MAIORES, COMO A DIGNIDADE .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandro, agradeço a visita ao blog.
      Primeiramente, não há rivalidade por aqui. Esse blog é um espaço meu, onde escrevo sobre o time que gosto. Já fui ofendido pelo autor do blog "rival", mas nem por isso falei alguma coisa.
      Em segundo plano, refiro-me àqueles que vão embora antes quanto digo modinhas. Não entendo torcedor que vá antes do jogo terminar. E todos são bem-vindos à Javari, concordo plenamente, o Juventus não é meu nem de meia dúzia, mas um patrimônio da cidade, do futebol.
      Bom, seja bem-vindo a debater aqui, sempre em alto nível, pelo bem do clube. Valeu!

      Excluir
  4. Parabéns Ricardo!
    Apenas endosso o comentário do Leandro Lituano.
    Confesso que apesar de eu ser um Juventino um pouco veterano,aprendi
    muito com as postagens do blog do Juva, postado pelo Guizão que contava com a
    a sua ajuda e dedicação também, entre outros amigos Juventinos consagrados como os Agarellis!
    Resgatando e respeitando sempre as tradições
    Juventinas ,deixando sempre bem claro o que significa O ódio a modernidade do Futebol,juntamente com a galera do Setor 2,iniciado pelo persistente ideológico Fernando Toro !
    Mas acredito que mesmo que o Blog do juva não retorne mais,esse blog também apresentará a mesma qualidade,assim como o Guizão e o Renato Corona vão continuar representando muito bem os verdadeiros juventinos, agora pela gloriosa Web Rádio Mooca!
    Mais uma vez...Parabéns! e Forza Juve !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Peninha! Como um juventino veterano, conto com a sua ajuda pra enriquecer o blog e fazer valer o nosso Juventus com seus comentários; assim como o Guizão na rádio, Hamilton e Pucci nos blogs, todos dando a maior força; e,claro, os Agarellis, na figura do Sérgio, que tá sempre trocando informações aqui com a gente. Grande abraço e Forza Juve!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir