domingo, 27 de outubro de 2013

Finito

Domingo, 27 de outubro. Doeu. Claro, menos do que se fosse um golpe inesperado. E muito mais do que se fosse um adversário qualquer.

Era a chance de fecharmos uma praga e exorcizar esse fantasma que nos persegue há 6 anos.

Ah, Juventus, não faltou apoio - 2.694 vozes. E creio que nem luta do desacreditado time. Mas faltou perna, futebol e Romarinho, que foi afastado, numa atitude lamentável da diretoria.

A cria fez falta e o time não teve meia. Castori mal, Catita idem. Se Romarinho estivesse lá, talvez não nos classificaríamos. Mas teríamos qualidade na bola parada, lançamentos precisos e, sempre, muito mais sangue.

Se.

A conjunção não entra em jogo nem muda o passado. Se o árbitro tivesse apitado o fim do primeiro tempo na hora certa; se tivéssemos Renato, o predestinado; se tivéssemos Romarinho, a alma em campo; se a furada de Fernandinho tivesse entrado; se o gol de empate tivesse saído mais cedo.

Foi só aos 43', era tarde. E mesmo assim quase foi possível.

O jogo de hoje acaba não dizendo nada. É pequeno perto da campanha como um todo. Sem crenças nem expectativas, o elenco se superou. Muitas vezes faltou técnica, futebol mesmo. Mas caras que vieram sem saber o que é a camisa grená, lutaram por ela - Arthur, Fernando, Carvalho, Sallinas. E claro, a molecada da base honrou o manto o quanto conseguiu.

E a vibração reapareceu. A união com a torcida, por vezes até pouco demagógica, se tornou uma rotina e os convenceu de correr por essa gente que alenta incondicionalmente. Gente que sempre alentará.

Uma campanha digna. Há pouco o que criticar neste momento, de cabeça quente a injustiça é mais possível de acontecer. Isso fica pra depois.

O futebol sai de plano, entra a política. A eleições viram a headline. Mas o espaço pra discussão não é aqui. O campo e bola volta só em dezembro, com a preparação pra A3. Voltaremos! #ForzaJuve

Saudações juventinas! 

11 comentários:

  1. PORCA MISÉRIA !


    Começamos o jogo à todo vapor, adiantando a marcação e sufocando
    a saída de bola....com o decorrer do tempo fomos arrefecendo o ímpeto;
    culminando com o fatídico lance no final do primeiro tempo.
    No segundo tempo...doação...garra....mas falta técnica....finalzinho de
    jogo...gol grená....festa da NAÇÃO GRENÁ...tentando levar o time rumo
    a classificação....pena que não foi possível...estaremos de volta em breve.

    INDOMATO TIFOSO JUVENTINO


    EDSON ROSSATTO

    ResponderExcluir
  2. Será uma demonstrAção de competencia se conseguirem manter jogadores como Fernando Henrique, os Maurícios, Salinas, Pavone, Leo,Artur, Derli, Eduardo, P.Henrique, Castori, Vinicius, Romarinho e Pedro. Não vamos nos esquecer que há 5 edições não chegavamos às quartas e que não aproveitar o trabalho feito até aqui é sinal claro de demencia administrativa.

    ResponderExcluir
  3. Então o Ferreira não entende de futebol, não ouve ninguem etc etc, mas bom mesmo é o Claudemir Pexato esse sim entende de futebol, não é ? Apostem que o ano que vem o Juve muda de nome. Vai se chamar Crube Atrético Jeoventus.

    ResponderExcluir
  4. O técnico somente veio reafirmar as declarações dadas durante a semana, manter a postura até aqui adotada durante o campeonato. Postura COVARDE, MEDROSA, SEM CRIATIVIDADE, ASPIRAÇÕES, O TIime é um reflexo deste técnico CAGÃO, COVARDE, que não tem competência para assumir um time de ponta. Celinho tenha dignidade, peça para sair, você não possui a alma juventinos, perder faz parte do jogo, mas aceitar uma derrota passivamente não tem desculpas e antes disso explique a nós torcedores qual o motivo da sua insistência com Rafael Branco e os empresários que escalão o time.

    ResponderExcluir
  5. O time foi o reflexo da nossa administração incapaz e que, apenas, mais 45 dias estará fora para sempre das nossas memórias, ficando a pecha da pior bagunça administrativa ocorrida nos últimos 90 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eutanasio de oliveira e silva28 de outubro de 2013 14:18

      Pelo contrário meu caro Anonimo, essa gente não pode e não deve ser esquecida para que sejam repelidas todas as vezes que tentarem retomar o poder. Mas para o nosso dezaçocego pode vir coisa pior pela frente, infelismenti

      Excluir
  6. Ouvindo a WebRadio Mooca, me vem uma dúvida e gostaria que alguém me explicassem.. Cada time tem um técnico, certo? Esse técnico é o cara que treina o time durante a semana toda, certo? Esse técnico é o cara que monta o esquema de jogo, ceeeerto? Ele que precisa corrigir marcação, correto? Quem é o Geová pra ficar na grade pedindo pra jogador x ou y marcar ou desmarcar alguém em campo e ainda mais, quem é ele pra tirar jogador de campo durante o jogo? Isso é um absurdo!!! Não é a toa que vão continuar com um Celinho banana que aceita esse tipo de ingerência dentro da área dele. A outra grande diferença é um Fernando Diniz comendo o toco de jogador, orientando, gritando o jogo todo, mesmo quando estavam tranquilamente vencendo o jogo, enquanto Celinho tava lá no banco, vendo o time ficar durante 43 minutos do segundo tempo, segurando a bola sem saber o que fazer... Olha, eu realmente achava que o Celinho não tinha culpa no negocio, que com o que ele tinha em mãos foi o melhor que deu pra fazer, mas não dá pra deixar passar em branco esse tipo de atitude de deixar um diretor de futebol qualquer interferir tão absurdamente no trabalho que é realizado durante o ano todo. Essa atitude coloca em duvida todo o trabalho, pois vem a tona o porquê de Rafael Branco ser titular enquanto Renato Sorriso sempre foi banco, por exemplo. O Romarinho era fundamental SIM pra esse ultimo jogo, ainda mais na fase boa que ele vinha passando. Se quisesse dar a multa no salario do cara ótimo, isso é atitude de um diretor de futebol. Orientá-lo na hora do jogo ou escalá-lo ou não é absurdamente errado. Isso só mostra a TOTAL incapacidade administrativa da gestão que taaaaaaantos problemas já teve nesses 2 anos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava no estadio e posso afirmar o que você escreve acima, realmente quem dava as ordens era esse diretorzinho, que o tempo todo esteve ao lado do banco de reservas, porém do lado de fora dando as ordens e quando algum torcedor mais exaltado chegava naquela área, ele com toda truculência tirava o mesmo dali. Em resumo o Celinho não tem poder nenhum sobre o grupo e o fato deles tirarem o Romarinho e forçando a entrada do Rafael Branco, só vem reforçar as nossas desconfianças das relações deste diretorzinho e do seu submisso técnico com empresários. Vale lembrar que estes dois em um passado recente estava encostados, um dizia que o clube era uma M.... e puxou o tapete do Ferreirão o outro nem sabia ou participava das decisões do inepto Presidente dentro do seu departamento. Hoje infelizmente o nosso clube virou moeda de troca ou balcão de negócios obscuros, onde somente um grupelho ganha, levando prejuízos ao clube. O mais triste é ver alguns srs. de idade avançada que fazem parte do conselho, não tomarem providências e trocam sua dignidade por uma cadeira na tribuna de honra nos jogos ou por rodadas de cerveja na sauna.

      Excluir
  7. Concordo plenamente nas palavras ditas pelo Marcos . Infelizmente o Romarinho fez muita falta nesta partida e temos que colocar a conjunção " se " em pauta , caso ele estivesse atuando .
    Acho também que a preparação física da rapaziada está abaixo da média e somos obrigados urgentemente a se atualizar e aprimorar esta área no clube .

    ResponderExcluir
  8. Não sei se meus colegas aqui concordam, mas constatei que 80 % de nossos gols nesta copa ocorreram naetapa final, ou seja o preparo físico da equipe dava pro gasto, entretanto nos 4 jogos contra o Audax o time terminou extenuado. Acho que isso foi fruto da forma de jogo do Audax: permanecer com a bolavo máximo de tempo possível e fazer o adversário correr enquanto que o Audax não corre. Isso é inteligente, embora abominável pra quemvaii assistir um espetáculo de futebol. É o futebol moderno que tanto execramos. Mais chato do que isso só mesmo ficar 3 meses sem ir ao Templo e ter que aturar comentários verbais ou escritos sobre a política rasteira que dominará o cenário do Juve nesse período.

    ResponderExcluir
  9. PASSADOS ALGUNS DIAS DO FATÍDICO DOMINGO, COM A CABEÇA MAIS FRIA E UM POUCO MENOS CHATEADO, CERTAS COISAS GANHARAM RELEVO. A MAIS EVIDENTE FOI O FATO DE UM TIME MONTADO ÀS PRESSAS E SEM GRANDES DESTAQUES TER FEITO UMA CAMPANHA TÃO BOA: UM DOS MELHORES NA PRIMEIRA FASE E QUE POR POUCO NÃO ALCANÇOU AS SEMIFINAIS. - QUE HONROU A CAMISA GRENÁ E RENOVOU A ALEGRIA DA TORCIDA DEPOIS DE UM LAMENTÁVEL PRIMEIRO SEMESTRE QUE CULMINOU NA QUEDA PARA A A3.

    QUAL SERIA ENTÃO A DEDUÇÃO LÓGICA? PRA MIM A MANUTENÇÃO DE BOA BASE DO ELENCO PRO ANO QUE VEM. MAS SABEMOS QUE ISSO DEPENDE DE INJUNÇÕES POLÍTICAS QUE REFOGEM COMPLETAMENTE A NÓS, SIMPLES TORCEDORES.

    SOBRE DOMINGO, AINDA, LAMENTO PROFUNDAMENTE QUE EM UM MOMENTO DECISIVO, COM O ELENCO CHEIO DE DESFALQUES POR CONTUSÕES, QUE ROMARINHO NÃO TENHA PODIDO PARTICIPAR DE UMA PARTIDA TÃO DECISIVA E CONTRA UM ADVERSÁRIO QUE É, SOBRE TODOS OS ASPECTOS, O NOSSO ANTÍPODA NO FUTEBOL. SERIA UMA VITÓRIA EDIFICANTE E QUE POR POUCO NÃO CHEGOU.

    OTAVIO LIBERDADE

    ResponderExcluir