quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Empate amargo, porém com perspectiva de melhoras.

O Juventus encarou a equipe do Rio Preto na Rua Javari nesta quarta-feira (dia 19). A partida acabou com três gols para cada lado numa partida marcada por “erros” de arbitragem.

A equipe grená foi a campo na seguinte escalação: Fernando Henrique; Maurício Santos, Carvalho, Cícero e Lucas Pavone (C); Netinho (Rafael Branco), Derli; Renato Sorriso (Willian), Romarinho e Fernando Rossi (Fernandinho); Dudu Mineiro.

Logo no primeiro tempo, o time do Juventus mostrou uma cara nova, a começar pelo novo velho capitão juventino, Lucas Pavone. O lateral fazia sua primeira partida no ano e foi fundamental na partida.
O que não mudou foram as falhas nas bolas aéreas. Logo aos 7 minutos de jogo, o Rio Preto abre o placar em uma bola cruzada na área. Porém o time estava com uma boa energia naquela tarde e 1 minuto após o gol sofrido mostrou reação e empatou da mesma forma. Renato Sorriso de cabeça. 1x1.

Ainda no intervalo, Ferreira optou por substituir o apagado Fernando Rossi em sua nova função de meia esquerda aberto, pelo Fernandinho.

Em meio um jogo de muitos contra-ataques, o Juventus acabou tomando outro gol. 1x2 para o Rio Preto. Ferreira decide então modificar mais uma peça em campo, dessa vez saia Netinho (volante), para a entrada de Rafael Branco (posição = ?). Em uma troca de funções, Branco foi para a lateral direita, Maurício Santos foi para a lateral esquerda e Pavone passou a atuar de meia esquerda, enquanto Fernandinho flutuava pelos dois lados do campo. Quem acompanhou a série A3 de 2012 conseguiu visualizar essa mudança com tamanha facilidade. Carta marcada do técnico.

Com o lado direito ainda muito exposto, Santos volta a lateral direita, Branco avança um pouco mais pela meia direita, e Pavone continua fazendo a lateral esquerda e subindo até a linha de fundo.

Eis que aparece uma outra típica jogada de Ferreirão. Pavone sobe com a bola, tabela com Romarinho que acaba deixando o lateral dentro da área adversária, que chuta cruzado e em cima da linha aparece Fernandinho pra empurrar a redonda pra dentro. Tudo igual mais uma vez. 2x2.

Nessa altura da partida, Fernando Henrique fazia boas defesas provenientes de alguns contra-ataques.
43’ da etapa final e aparece Dudu Mineiro que já tinha um gol anulado na partida (quem estava atrás do gol não entendeu o porque da anulação), apareceu para fazer o que um centroavante tem que fazer: Gol. Em um bata-rebate dentro da área, ele apareceu pra completar. Nesse entra ou não entra, o zagueiro do Rio Preto acabou também botando a bola pra dentro, mas já era validado para o camisa de número 9 juventino. 3x2.

Fim de jogo, 3 pontos na conta e era a reação na tabela...Não, espera. Ainda tinha tempo para uma bola parada a favor da equipe do interior paulista. E como tem coisas que só acontecem com o Juventus, bola alçada na área e gol de empate. Um 3x3 com gosto amargo. A vitória escapou de nossas mãos no último minuto de partida.


Balanço da partida: A equipe do Juventus entrou em campo com outra vibração. Era um time que corria de mais, criava boas oportunidades de gols, mas ainda pecava nas bolas altas e oferecia alguns bons contra-ataques para o oponente.


Com o resultado geral da rodada o Juventus entra para o Z4 e ocupa a 17º posição.

Domingo, às 15h30, Juventus vai até Bauru para enfrentar o Noroeste em busca de uma reação na tabela, porque em campo está mostrando que a situação pode e vai ser revertida.


Forza Juve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário