domingo, 16 de fevereiro de 2014

Vão embora!

Domingo, 16 de fevereiro. O Juventus recebeu a AE Santacruzense com expectativa de volta por cima; mas, muito pelo contrário, sofreu um revés ridículo (1 a 3) e vê a zona de rebaixamento se aproximando na tabela.

As boas novidades de Renato, Fernando e Romarinho - os dois primeiros na equipe e o terceiro no banco - pouco efeito surtiu. O 3-5-2 de Serginho beirou o ridículo, expôs uma equipe mal posicionada e mal escalada. Branco na lateral foi uma piada de péssimo gosto, bem como um meio-campo abaixo de qualquer crítica.

Mesmo assim, criou-se algumas oportunidades. No entanto, sempre desperdiçadas, seja pelo chão ou pelo alto. Com o Moleque tentando ocupar o espaço ofensivo, o contra-ataque era o escape da AES. E num deles, nas costas do ala Rafael Branco, uma bola cruzou a área e foi parar apenas no fundo das redes juventinas.

O segundo gol foi mais vergonhoso, já que metade do time socorria um atleta no campo de defesa adversário - mesmo assim, o combatente grená já estava derrotado.

Na segunda etapa, nem tempo de reação - terceiro gol.

Romarinho e Sassá entraram e ainda tentaram alguma coisa; e o atacante fez o gol de desconto - mas não de honra. o 1 a 3 estava cravado, batido na cara do torcedor. Uma fumaça se fez nos últimos minutos, mas apenas isso.

Fernando Henrique mostrou seu valor, fez sua parte até onde era possível - os gols não foram sua culpa. De resto, nada. Zaga sofrível novamente, volantes que se anulam, um meia acima do peso e ruim de bola. Fernandinho, que é homem pra fazer filho e sair na briga, não é nas horas de crítica e mais se preocupava em responder à torcida.

Serginho nem merece palavras. Disse, à Web Radio Mooca, que entregava o cargo. E que a diretoria aceite e deixe esse aventureiro ir embora e pra bem longe. Ele e seus esquemas, jogadores, empresários. Ele e sua indefinição tática (4-4-2 em losango, 3-5-2, 4-3-3 - nem ele sabe). Ele e sua covardia.

Serginho não respeitou o Juventus. Não entendeu nossa história e tradição. Viu, apenas, uma brecha para instalar junto a seus camaradas uma vitrine de jogadores vagabundos. Não entendeu pois não quis, foi maldoso e ganancioso. Quebrou a cara, parceiro.

Que vão embora todos estes.

Que devolvam o espírito e a empatia com a camisa.  É tempo de sobrevida. E há uma solução para isso. #ForzaJuve

Saudações juventinas!

Um comentário:

  1. ONTEM O ESPETÁCULO FOI GROTESCO. O CAMISA DEZ (TEORICAMENTE O CRAQUE DA EQUPE) JHONATAM É LAMENTÁVEL. O 8, RICARDINHO, IDEM.

    ATÉ QUEM É BOM, COMO O LÉO, O MAURÍCIO CARVALHO E O RENATO SORRISO, ESTÃO SE CONTAMINANDO COM A RUINDADE DO TIME.

    O FERNANDINHO JÁ ENCHEU O SACO COM SUA IMPRODUTIVIDADE FAZ TEMPO. E O CARA TEM CADEIRA CATIVA NO TIME DESDE A COPA PAULISTA.

    RIDÍCULO TAMBÉM O TAL DE SASSÁ, DEPOIS DO GOL, FAZENDO DESABAFO PRA TORCIDA COMO SE ELE FOSSE ALGO QUE PRESTASSE.

    COMO NA A3 O NÍVEL É SOFRÍVEL, ACREDITO PLENAMENTE QUE UM TIME DECENTE, QUE FAÇA UM PACTO CONSIGO, COM O CLUBE E COM A TORCIDA NÃO SÓ NÃO CAI, COMO TERMINA NO G8. AGORA, SE CONTINUAR A MESMA PALHAÇADA, OS VEXAMES SEGUIRÃO.

    TÁ CERTO QUE É COMO SE COMEÇASSE DO ZERO, PORQUE O TRABALHO ATÉ AQUI FOI UMA DROGA, MAS MESMO ASSIM ACHO QUE AINDA DÁ TEMPO.

    A COMEÇAR, UM TIME QUE NÃO FAZ GOL TEM QUE INICIAR COM DOIS ATACANTES.

    PRA ONTEM, COM O QUE SE TEM HOJE, O TIME PARA MIM SERIA FERNANDO HENRIQUE, MAURÍCIO, M. CARVALHO, LEO E FERNANDO ROSSI; PAULO HENRIQUE, DERLI, ROMARINHO E CELSINHO, DUDU E RENATO SORRISO (OU SANTIAGO).

    O CASTORI E O PAVONE FAZEM FALTA. AO MENOS NO SITE DO CLUBE NÃO APARECEM NO ELENCO.

    OTAVIO LIBERDADE

    ResponderExcluir