quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Juventus joga mal e cede empate no final (de novo).

Nessa quarta-feira (dia 26) aconteceu a partida entre Juventus e Francana, no Estádio Conde Rodolfo Crespi.

O técnico Ferreira escalou praticamente o mesmo time do jogo anterior em Bauru: Rafael Vianna; Maurício Santos, Maurício Carvalho, Cícero e Lucas Pavone (C); Marcelo Santos, Lucas Louzã, Romarinho e Moisés; Eduardo e Renato Ribeiro.

O time do Juventus começou bem o primeiro tempo com algumas chances de ataque, boa movimentação e toque de bola entre os meias Moisés e Romarinho. Porém logo nos primeiros 15 minutos, Ferreira optou por inverter Maurício Santos com Romarinho para fortalecer a marcação no meio campo, pois Lucas Louzã e Marcelo Santos não faziam uma boa partida. E isso fez com o time perdesse um pouco de seu poder ofensivo.

Aos 31 minutos, o técnico juventino sacou o Louzã e botou o meia Nathan, que entrou muito ligado, mas não conseguiu mudar muito o parâmetro do jogo e o time do Juventus continuava perdido em campo.

Fim de primeiro tempo e o zero ainda marcava no placar da Rua Javari para ambos os lados.

Ferreira vem para o segundo tempo com outra alteração: Rafael Branco no lugar de Moisés, que vinha razoavelmente bem no jogo.

A equipe grená (que jogou novamente de branco em casa) voltou para o segundo tempo totalmente apática. Errava muitos passes, meio de campo vazio, confusão táctica. Enfim, um apagão daqueles.

Até que aos 12 minutos, aparece Renato Sorriso chuta para o gol e desvia no zagueiro do time de Franca. 1x0 para o Juventus.

Resultado a favor logo no começo do segundo tempo. Tudo o que o time mandante precisava, mas não...Passava os minutos e o time parecia cada vez mais satisfeito com o resultado, tanto que aos 35 minutos, Ferreirão tira Renato, machucado, e põe Leonardo Fioravanti. Com uma postura mais defensiva, o Juventus foi afrouxando até o time do interior paulista tomar conta do jogo e como diz o ditado: água mole em pedra dura tanto bate até que fura. E naquela tarde, a zaga juventina estava uma água.

Já passava dos 40 minutos e o Francana mantinha a posse de bola na defesa juventina e numa bola colocada na área, começou uma sequencia de cabeçadas para trás até que bola sobrou para Heitor deixar tudo igual no placar. 1x1.

O time de Franca abusou da cera para ganhar tempo até o final do jogo.


Resumão: O time do Juventus estava claramente perdido em campo, nem pareciam que tinham jogado juntos dias atrás e ganhado. Falhas de posicionamento deixando vários buracos no meio de campo e mais uma vez perdia todas as bolas aéreas.


Com a combinação de resultados da rodada, o Moleque Travesso ocupa a 14º posição na tabela, apenas 1 ponto a mais do que o São Carlos – primeiro time fora da zona de rebaixamento –.


Sábado o Juventus vai a Guarulhos enfrentar o Flamengo pela 9º rodada do Campeonato Paulista série A3. 10h da manhã. Uma vitória grená é essencial para manter claras as chances de brigar por classificação.



Forza Juve!

Um comentário:

  1. PÔ ; INADMISSÍVEL TOMAR O GOL COM TRÊS ZAGUEIROS ; E OS CARAS CABECEANDO A BOLA
    TRÊS VEZES , NÃO É A TOA QUE O FERREIRÃO COMEU O TOCO DA ZAGA NO FINAL DO JOGO,
    PORÉM O MESMO CHAMOU O ADVERSÁRIO PARA O EMPATE.

    ¨TANTI AUGURI JUVE ¨

    E.ROSSATTO E FAMÍLIA .

    ResponderExcluir