quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Juventus perde a primeira em casa. E que San Gennaro esteja conosco!

O Juventus foi a campo na última quarta-feira (dia 5) contra o time de Votuporanga e perdeu pelo placar mínimo em plena Rua Javari.

O Moleque Travesso entrou com a seguinte escalação: André Dias; Danilo, Maurício Carvalho, Léo e Fernando Rossi; Maurício Santos (Rafael Branco), Derli (Cássio), Fernandinho e Jhonatan da Silva, Sassá e Yuri (Dudu Mineiro).

Time posado (por Otávio Liberdade)

A partida começou com algumas chances de contra-ataque para ambos os times, mas sem nenhum perigo efetivo. O goleiro André Dias fez uma ou duas defesas no primeiro tempo que plasticamente foram muito boas, porém as pontes e espalmadas não seriam necessárias se bem posicionado.

Ouvi uma frase no intervalo de jogo, se não me engano do grande Sergio Agarelli: o time é brigador. E só. Acho que isso define muitíssimo bem o primeiro tempo.

Um time que corria atrás da bola, brigava, mas desperdiçava muitas chances de gol. Outro detalhe é que taticamente parecia um time realmente obediente, mas muito displicente na hora de concluir jogadas.

Jogadores como Sasá e Fernandinho ficaram marcados na partida por perder as maiores oportunidades de abrir o placar juventino. Em lances que poderiam olhar para os companheiros que tinham melhor posicionamento, eles "chamaram a responsa" e tentaram jogadas individuais.

Com a entrada de Dudu Mineiro como referência, o gol juventino foi amadurecendo, porém desperdiçado em todas as vezes. A chance de maior perigo foi do próprio Dudu Mineiro que ele deu um giro à centro-avante e bateu cruzado que passou rente a trave da meta adversária.

37 minutos do segundo tempo e falta perto da área para o time do noroeste paulista. Diante de uma barreira mal montada e um goleiro mal posicionado, o meia Kauê não teve escolha a não ser meter a bola pra dentro. 0x1 para os visitantes.

Após sofrer o gol, a equipe grená (que jogou de branco. Desnecessário.) tentou mais alguns ataques, mas foi dominado pelo adversário e não conseguiu uma reação.

Fim de jogo e alguns destaques positivos e negativos:

Positivos: O volante Derli em campo mostra a vontade que todos querem ver. Briga o jogo todo e vai pra cima quando pode. Outro destaque positivo foi o centro-avante Dudu Mineiro. Em poucas oportunidades conseguiu se posicionar muito bem na área e arriscar ao gol e ainda tomou um amarelo por dar um apavoro no goleiro adversário.


Nem Dudu Mineiro salvou ontem (por Ale Vianna)
Negativos: Uniforme branco em casa; goleiro André Dias; os dois laterais que não foram acionados, mas também não se aproximavam pra chamar o jogo; os meias Jhonatan e Fernandinho, um por sumir no jogo e outro por querer fazer tudo sozinho e errar chances claras de gol; mesmo destaque negativo para os atacantes Yuri e Sasá: Yuri também por não aparecer na partida e Sasá por abaixar a cabeça e querer fazer todo sozinho.

No domingo entramos em campo contra o São José FC (Joseense) pela terceira rodada do Campeonato Paulista A3 as 10h da manhã.

Forza Juve!

Um comentário:

  1. O nosso talismã GRENÁ ROMARINHO esteve no TEMPLO, como sempre muito simpático e atencioso
    com a torcida GRENÁ. O questionei à respeito de sua situação - respondeu que está treinando na base,
    aguardando .
    Ao meu ver , a comissão técnica deveria interferir e superar junto à diretoria este entrave e integrá-lo
    imediatamente ao elenco profissional.

    DARE A JUVE CHE È DI JUVE¨¨

    EDSON ROSSATTO E FAMÍLIA .

    ResponderExcluir