quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Sonhe, moleque. Ainda dá!

Quarta, 27.10.2011. Mais uma partida do Juventus na Javari - mais uma maratona para prestigiar e empurrar o time. O adversário do dia seria o Velo Clube, já quase classificado. Deveríamos vencer obrigatoriamente e torcer por um empate entre Oeste e Red Bull mais tarde. Fui sozinho, representando a inabalável trupe, que estivera em todos os jogos até aqui (em diferentes formações). Estávamos todos lá, de jeito ou outro.


Saindo da Poli após mais uma aula de R1, às 14h56 embarquei no ônibus rumo à estação Butantã do metrô. Viagem rápida, passos rápidos e um obstáculo - "usuário na linha na estação sé". Já são 16h e eu rezando pro sinal da Radial abrir. Enfim, cheguei correndo, peguei o ingresso, tive minha mochila revistada, confiscaram minha garrafinha e entrei. Chegamos ao templo sagrado!


Sentei com aproximadamente 12'. De logo pra ver um time aplicado, marcando alto, lá em cima. Nem dois minutos para Banega roubar a bola e iniciar o contra-ataque que terminaria com o gol de Luizinho aos 14'. 1x0.


Não tive tempo de observar a tática antes do gol. Estávamos num 4-3-3 após a volta do camisa 10 Luizinho. Nem fazia a lateral direita com a cobertura de Banega. Entramos com Maurício, Nem, Levi, Anderson Santos e Baiano; Banega, Fábio Duarte e Luizinho; Rodrigo, Pablo e Tavares. O retorno de Anderson impressiona - a diferença na postura e colocação da zaga é absurda. Vendo o 2º tempo do alambrado, percebia-se que o capitão gritava o tempo todo, orientando principalmente Banega e Nem. A dupla com Levi e os dois volantes a frente são a segurança que faltou nos outros jogos da 2ª fase.


O jogo ficou morno após o gol. O Velo pareceu ter tirado o pé. O Juventus, pra variar, recuou, principalmente após a entrada de dois volantes no lugar de dois atacantes. A baixa pode ser Luizinho que jogou 30' nesta fase, fez um gol e saiu contundido novamente.
                                                                - - - - -
O Juventus não depende apenas de suas forças para obter classificação à próxima fase. O moleque travesso viaja para Campinas em busca da vitória sobre o energético - só a vitória interessa. Em Rio Claro, o já classificado Velo encara o Oeste e torcemos para não vitória do time de Itápolis (empate ou vitória do Velo). (*Rede Vida transmite um dos dois jogos, às 19hs, no sábado 29/10).


A trupe estará, mesmo de longe, torcendo muito pro moleque continuar na difícil busca pela classificação!


Saudações Juventinas!








Nenhum comentário:

Postar um comentário