domingo, 1 de janeiro de 2012

O retorno de King Henry XIV


Há algumas semanas, no evento de aniversário de 125 anos do Arsenal Football Club, entre várias lendas do clube estava Thierry Henry. Nada menos que o maior ídolo dessa história (eleito por voto aberto para fãs no site oficial) e artilheiro máximo com 226 gols; na ocasião foi inaugurada a estátua em sua homenagem, em frente ao Emirates Stadium.


Bom, meu caros, ele voltou! King Henry XIV está de volta a sua casa. Treinando há algum tempo junto com o elenco para manter a forma durante a pausa da MLS, onde defende o NY Red Bull, Henry foi chamado para preencher uma lacuna. A disputa da Copa Africana de Nações implicará a Arsene Wenger os desfalques de Gervinho (Costa do Marfim) e Chamack (Marrocos) e a necessidade de um atacante para compor o elenco foi a brecha que milhões de torcedores esperavam para vê-lo defender a camisa gunner novamente. O contrato será de apenas 2 (dois) meses; o francês deve manter o compromisso com os americanos na volta da competição.

Thierry está com 34 anos e, claro, não jogará no nível que o fez um dos melhores do mundo em 2003 e 2004. Por outro lado, sua categoria promete elevar o nível do time e esses meses deverão ser cruciais para o futuro do time na Premier League e na UCL. Na Barclays, o objetivo é deixar o clube o mais garantido possível entre os líderes e, na Champions, Henry deve ajudar na dura batalha contra o Milan, pelas oitavas da competição.

A maior expectativa será ver reeditada a dupla Henry / Robin van Persie. Ambos pouco atuaram junto, mas é a maior lenda da história ao lado de um candidato a imortal gunner. Das tribunas, no último sábado, já viu seu companheiro decidir mais uma vez para o Arsenal. A volta é arriscada, mas a confiança de Wenger é relevante. O manager só confiou em três retornos na sua carreira - Lehmann, Sol Campbell e Henry. Enfim, os próximos dois meses prometem para o time londrino e ainda mais para seus torcedores. Aguardemos para ver... #C'momYouGunners

Nenhum comentário:

Postar um comentário