domingo, 29 de setembro de 2013

Juventus 0 x 2 Ituano

Domingo, 29/09. Nem a linda festa feita atrás do gol motivou o time como esperávamos. Claro que o Ituano é um adversário de respeito, entretanto a obrigação era de vitória grená.

O velho desenho tático foi mantido, mas com o pecado de faltar um homem de criação. Sem Castori, Celinho preteriu Romarinho ou Paulo Vitor e avançou Arthur para a função. Chegando próximo da área, o camisa 7 pode ter tentado até mais finalizações, mas não conseguiu ser o cérebro da equipe.

Apesar de oportunidades e atuando bem no primeiro tempo, o Juventus não abriu o placar. Branco, Arthur, Jader e Pedro assustaram o goleiro Vagner com tentativas de finalização. E Fernandinho, cativo na equipe, perdeu chance sem goleiro - imperdoável.

Em lugar de voltar mais pilhado na segunda etapa, o time se acomodou e confiou que mais uma vez Pedro decidiria. Com o tempo, Celinho tentou Romarinho e Santiago em lugar de Maurício e Branco, tentando avançar o time - aqui vejo o erro, nomes certos para entrar e errados para sair: tiraria Paulo Henrique (amarelado) e Fernandinho facilmente.

O Ituano, porém, ainda dominava. Fernando Henrique, neste intervalo de tempo, se consolidou como o melhor do time com defesas muito seguras.

Na metade do período, a expulsão do defensor do Ituano surgiur como a brecha para a vitória e desafogo para cessar a pressão. Não fosse a desatenção total da linha de zaga, que implicou infantilmente no gol adversário.

Poucos minutos depois, a molecagem de Paulo Henrique de largar o cotovelo rendeu o cartão vermelho. E, abatido, o segundo gol selou a derrota.

Mais análises, terça, no programa Atrás do Gol - http://webradiomooca.com.br/

Em Itu, no próximo sábado, jogo decisivo para seguir ou não no torneio. Muito trabalho para comissão e elenco nesta semana para honrar a camisa e tentar uma travessura. #ForzaJuve

Saudações juventinas!

Um comentário:

  1. Não sei porque o Celinho insiste com o Rafael, ele ainda de não saber jogar, é lento , indeciso e não tem espirito de luta. Volto a dizer não temos um meia de ligação, a unica jogada que temos é dar um bico para frente e o Pedro Rocha que se vire, correndo igual a um louco.

    ResponderExcluir