domingo, 24 de agosto de 2014

Cap VIII: Juventus 3 x 0 Santo André

Domingo quente demais. Antes das 10h, procurava-se tanto a sombra quanto a inédita vitória em casa. Se a primeira foi difícil encontrar, a segunda apareceu, tanto atrasada, travessa, convincente. Pavone abriu os trabalhos, em cobrança de falta. Sempre ele, bom e velho camisa 6 grená, líder técnico da equipe. No segundo tempo, sem arriscar a casinha, Roninho (finalmente!) acertou o pé. E daí passou a uma atuação circense, de chutes no vácuo, pedaladas e mãos na cintura - atitude que hoje foi legal de se ver. O tento final, uma cortesia do blog, outro de Santiago - golaço, cavadinha. Rodrigo acertou sua previsão de goleada. Pavone, a caminho do pastel, idem. Que seja o início da reação, o ressurgimento do "anti-herói" operário. #ForzaJuve

3 comentários:

  1. Fim de três mini tabus: primeiro, não ganhávamos na Javari desde 26 de março, o jogo contra o São Carlos comandado por Rodrigo Santana. Depois disso foram 6 jogos (2 derrotas e 4 empates). Segundo, fizemos gol de falta, o que não ocorria desde a Copa Paulista passada, com um gol de Castori contra o time do Supermercado Extra (atual time do Bradesco). Terceiro, foram os primeiros gols nesta Copa sem ser de cabeça.

    ResponderExcluir
  2. Por outro lado, um outro pequeno (e bom) tabu se manteve: O Santo André não vence o Juventus desde 2008. Sua última vitória foi em 2008, pela Copa Paulista, quando venceu-nos por 3 a 1 no Tempço. De lá para cá foram 6 cotejos, 5 éça Copa Paulista e 1 pela A2-2013 e o Juventus obteve 4 vitórias e 2 empates. Destes 6 jogos, somente 2 foram na Javari.

    ResponderExcluir
  3. Sensacional, Agarelli e Ricardo!
    Jogamos bem e, acima de tudo, convencemos mas agora com vitória

    ResponderExcluir