segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

And it feels like home - Giants levam o SuperBowl XLVI em noite de consagração de Eli Manning

Life is a mystery // Everyone must stand alone // I hear you call my name // And it feels like home. Com "Like a Prayer", Madonna encerrou seu show no SuperBowl XLVI. E em Indianapolis, no Lucas Oil Stadium, Eli Manning realmente se sentiu em casa para liderar com coragem o New York Giants para o título do SuperBowl e, de quebra, conquistar seu segundo prêmio de MVP na grande decisão.
Eli, MVP do SuperBowl e Tom Coughlin
A decisão da NFL terminou emocionante como foi toda sua temporada e pós-temporada. Após jogos como Steeleers x Broncos e 49ers x Saints e as duas finais de conferência, a grande final não poderia ficar para trás: num Hail Mary do NE Patriots, Tom Brady tentou o touchdown que daria o título para o time de Boston; no entanto, sem sucesso, foi a última jogada da partida que terminou em 21 a 17 para NY.

O jogo: Logo nos primeiros minutos Tom Brady cometeu um intentional grounding (livrar-se da bola dentro do pocket) abrindo 2 a 0 para os Giants. Aproveitando-se de campanhas longas, gastando relógio, Eli logo achou Victor Cruz, que marcou o TD e a EndZone Salsa em Indianapolis - Cruuuuzzz. Em desvantagem e com pouca posse de bola, Brady caminhou apenas para um FG. No entanto, mesmo pior na partida, pesou a camisa e repertório do NE, que no final do primeiro tempo conseguiu a virada - 9 a 10 - em touchdown de Danny Woodhead. - Intervalo, show espetacular: não tanto pelo repertório ou pela própria Madonna, mas por toda a estrutura e beleza visual. - O segundo tempo se iniciou com domínio dos Pats, novo TD, agora do TE Aaron Hernandez. E com 9 a 17, NY começou a virada rumo ao troféu Vince Lombardi. Dois FG de Lawrence Tynes fizeram o placar encostar, 15 a 17. Nos últimos 6 minutos de relógio, já no 4º período, Brady teve o jogo e a posse da vitória, mas não foi feliz nas descidas e devolveu a bola para Eli, com pouco mais de 3 minutos. A campanha vitoriosa dos Giants começou uma linda recepção de Mario Manningham, no meio do campo. Avançando, NY conquistou o inusitado TD com Ahmad Bradshaw, deixado entrar na EndZone para ganhar tempo - 21 a 17. Com poucos segundos, enfim, Brady tentou as descidas até o fatal Hail Mary, que foi desviado das mãos do Tight End 81, Aaron Hernandez, para consagrar Eli, staff, elenco e torcida do New York Giants.



Festa em Indianapolis, que fez coro por NY e, sobretudo, pelo MVP Eli Manning, que saiu definitivamente das sombras do irmão mais velho. Um grande jogo que coroa uma temporada e pós-temporada magníficas.

New York Giants - Campeão do SuperBowl XLVI
Eli Manning - MVP do SuperBowl XLVI 



Nenhum comentário:

Postar um comentário