sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Pelo velho continente

Aproveitando que a folga juventina na Copa Paulista coincide com o início dos principais campeonatos nacionais pelo velho continente (e para manter o ritmo da escrita), vamos conversar um pouco sobre esses torneios e registrar nossos palpites. (O Arsenal, em dias, merecerá um capítulo à parte).

Premier League: os três primeiros colocados do último campeonato trocaram de comando técnico e prometem mudanças no estilos das equipes. Destaque-se a primeira temporada em mais de 27 anos do Manutd sem Sir Alex Ferguson e o desafio de David Moyes tentar manter a dinastia vermelha; bem como o retorno de Mourinho ao time russo de Londres. Arsenal e Liverpool tentam se reerguer rumo ao título com trabalhos contestados e em início de frutos, respectivamente. Liderando a corrida entre as equipes pequenas, os Spurs ainda tentam saber seu lugar, a critério ou não da permanência de Bale. E buscando lugares ao sol, Swansea, WBA e Everton correm por fora.

Briga pelo título
Manchester United - Destaques: Vidic - Rooney - Van Persie
Manchester City - Destaques: Kompany, Yaya Toure, Kun Aguero
Chelsea - Destaques: Hazard, Lampard, Demba Ba

Briga pela Champions
Arsenal - Destaques: Koscielny - Wilshere - Cazorla
Liverpool - Destaques: Gerrard - Coutinho - Suarez
Tottenham - Destaques: Verthogen - Paulinho - Bale


Bundesliga: mesmo numa liga que busca o equilíbrio financeiro, o tamanho da Bayern impressiona. Gigante, é favorito disparado ao título pela força elenco. Campeão de tudo em 12/13, agora Guardiola tem a dura missão de repetir Jupp Heyneckes. Do outro lado, o Dortmund tentará alguma travessura, sob a luz de seu time muito competitivo. O resto do torneio deve fazer apenas figuração em luta por vagas europeias, mas mantendo a tradicional paridade entre quatro a seis times até a reta final.


Briga pelo título
Bayern - time-base: Neuer; Lahm, Boateng, Dante e Alaba; Schweinsteiger, Kross, Robben, Muller e Ribery; Mandzukic. Banco: Rafinha, Martinez, Thiago, Gotze, Shaquiri.

Dortmund - time-base: Weindefeller; Pizsczek, Subotic, Hummels e Schmelzer; Bender, Sahin, Kuba, Gundogan e Reus; Lewandowski. Banco: Kehl, Aubameyang, Grosskreutz, Mkhitaryan.

Briga pela Champions
Schalke 04, Leverkusen, Wolfsburg.


La Liga: absolutamente dominada pelos rivais Barcelona e Real Madrid, agora de técnicos novos (Tata Martino e Ancelotti) e grandes incógnitas. Varridos da Europa na última Champions, tentam renascer dentro do próprio estilo. Mais uma vez a grande atração estará nos duelos menores, por vagas europeias e até contra o rebaixamento. Como destaques, pode-se citar o Atletico de Madrid, que conta agora com o reforço do maior artilheiro da fúria, David Villa, o Valencia e a surpreendente Real Sociedad.



Briga pelo título
Barcelona - time base: Valdez; Dani Alves, Pique, Mascherano e Alba; Busquets, Xavi e Iniesta; Pedro, Messi e Neymar. Banco: Puyol, Song, Fabregas, Alexis, Tello;

Real Madrid - time base: Casillas; Carvajal, Sergio Ramos, Pepe e Marcelo; Xabi Alonso, Khedira, Di Maria, Ozil e Cristiano Ronaldo; Benzema. Banco: Arbeloa, Coentrão, Ilarramendi, Casemiro, Modric, Isco, Kaká.

Briga pela Champions
Atletico de Madrid, Valencia, Real Sociedad,


Calcio: o enfraquecimento dos times de Milão veio na contramão da hegemonia de Turim, sob a posse da Juventus. Bicampeã, luta pelo terceiro Scudetto sob olhares de concorrentes famintos por voltar ao topo; sobretudo o Napoli, que se perdeu Mazzari e o ídolo Cavani, se reforçou bem no mercado europeu. Outros seis times, no mínimo, correm atrás do prejuízo tentando chegar ao patamar dos concorrentes. Desgastado por sua culpa e pelo crescimento de outras ligas, o Calcio busca aos poucos retomar lugar no cenário mundial, seja na imagem ou mesmo na recuperação do terceiro coeficiente europeu.



Briga pelo título
Juventus - time base: Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Liechsteiner, Pirlo, Pogba, Marchisio e Vidal; Tevez e Llorente. Banco: Caceres, Muntari, Matri, Giovinco, Vucinic.

Napoli: Reina; Maggio, Cannavaro, Albiol e Armero; Mertens, Inler, Behrami e Hamsik; Pandev e Higuain. Banco: Zuniga, Dzemaili, Insigne, Callejon.

Briga pela Champions
Milan, Internazionale, Roma, Lazio, Udinese, Fiorentina.


Ligue 1: novo paraíso dos milionários, a França deve polarizar a briga pelo caneco a PSG (de Blanc) e Monaco (do fraco Ranieri). Lyon e Marseille, outros tradicionais times, devem apenas brigar pelo 3º lugar e uma vaga na Champions. A maior atração certamente é ver atacantes tão talentosos em campo, em especial Falcão e Cavani.

Briga pelo título
PSG - time base: Sirigu, Jallet, Thiago Silva, Alex e Maxwell; Verrati, Matuidi, Pastore e Lucas; Cavani e Ibrahimovic. Banco: Marquinhos, Thiago Motta, Lavezzi, Menez.

Monaco - time-base: Subasic; Fabinho, Carvalho, Abidal e Kurzawa; Toulalan, Moutinho, Ocampos, James e Carrasco; Falcão.

Briga pela Champions: Lyon, Lille, Marseille.

Um comentário:

  1. Meus palpites dos 4 primeiros colocados das 4 principais ligas:
    Espanhol - Barcelona
    Real Madrid
    Atlético de Madrid
    Valência
    Premier League - Man. City
    Man. United
    Chelsea
    Tottenham
    Budesliga - Bayern de Munique
    Borussia Dortmund
    Schalke 04
    Wolfsburg
    Calcio - Milan
    Juventus
    Napoli
    Fiorentina

    ResponderExcluir